Como precificar seu trabalho como modelista freelancer

Olá minha gente! Tudo bem com vocês?

Por aqui muito trabalho, muitas ideias e resolvi hoje compartilhar com vocês uma dúvida que muitos dos meus alunos me questionam quando começam a apreender modelagem para trabalhar como modelista freelancer.
Ainda essa semana recebemos uma mensagem pedindo ajuda sobre esse tema! Então eu fiz alguns cálculos com base na minha experiência profissional e vou listar abaixo detalhadamente pra vocês! E claro que esse raciocínio pode ser usado pra qualquer área, não só pra moda!
Espero que gostem do conteúdo!

Dica 1: Pesquise o salário de um modelista com base na sua região. Eu fiz a pesquisa nos sites www.salario.com.br e no www.glassdoor.com.br para o estado de São Paulo e Santa Catarina. Esses valores dos sites são ajustados conforme a postagem dos salários a cada período, ou seja, pode variar constantemente.

Pesquisa no www.salario.com.br :

SP – Salário base – R$2651,41 172h mensais – R$15,41 hora
SC – Salário base – R$2240,21 176h mensais – R$12,72 hora

Claro que esse valor hora é sem as despesas que a empresa  tem com o funcionário. Se listarmos todas elas esse valor praticamente dobra no Brasil.

A descoberta do valor hora é uma dica inicial pra você conseguir calcular seu valor! E lembre-se VALOR É DIFERENTE DE PREÇO. Warren Buffet explica: “o preço é o que você paga, o valor é o que você leva”.

Dica 2: Liste todo o seu investimento já feito em sua carreira. Confesso que ao listar esse tópico eu quase caí da cadeira. Jamais imaginava que tinha investido tanto na minha educação e carreira, que me levou a ser quem hoje sou, claro. Mas analisando numericamente o valor assusta. Vamos a ele:

Graduação: R$971,45 mês – 3 anos – R$34.972,20 (concluído em 2006)
Pós Graduação: 3.734,20 (concluído em 2014)
Mestrado: R$22.750 (em andamento)
Cursos livres: R$2.000 (listei somente o mais recente, com Jum Nakao em SP)
Sistema Audaces: R$15.000 (comprando em 2015)
Mensalidade sistema Audaces: R$1.908,00 (primeiro ano)

Total: R$80.372,40

Você alguma vez já fez  um cálculo como esse?

Dica 3: Analise seus custos mensais de trabalho. Aqui precisam entrar todas as despesas com relação a sua atividade. No meu caso que trabalho apenas home office meus gastos são com energia, água, telefone, materiais de escritório, manutenção de computador, cartuchos de impressora entre outros. Esses gastos acabam se misturando com os gastos pessoas da casa  então é preciso fazer uma estimativa para se ter uma real noção dos custos.

Exemplo:

Dica 4: Liste seus sonhos. Ou faça uma  pergunta pra você mesmo? Por quê eu trabalho? Se a vida é só pra pagar boleto ela não vale a pena ser vivida. É preciso descobrir a raiz do problema, ou você tem contas demais, vivendo acima do padrão que pode pagar, ou está trabalhando pouco, ou está ganhando pouco ou calculando errado seu valor. A conta precisa fechar.

Dica 5: Estabeleça o cenário ideal. Agora que você já analisou quanto investiu em sua carreira, quanto gasta mensalmente para se manter trabalhando, seu custo pessoal de vida e quais os objetivos que gostaria de alcançar relacione esses  valores com quantas horas que gostaria de trabalhar  e você terá o valor da sua hora.

Exemplo: Preciso ganhar R$5.697,60 trabalhando 6h/dia – 120h/mês  para que minha hora fique no valor de R$47,48 e corresponda aos meus objetivos listados na tabela acima.

Esse estudo foi criado com base na minha realidade (claro que valores fictícios) e nos temas que aprendi no curso de inteligência financeira que estou fazendo esse ano. Já venho estudando sobre psicologia financeira e cada vez mais gosto mais do assunto, principalmente pela liberdade que  controlar meus gastos e ser profissional liberal me traz a cada escolha. Aprendi que viver um degrau abaixo do padrão de vida que  posso pagar é um dos passos para se construir riquezas e ver o dinheiro trabalhar pra mim ao estar investido é a melhor coisa que existe!

Espero que esse assunto tenho despertado em você mais facilidade para calcular sua hora, não com base nas dívidas, mas sim nos sonhos que você têm! E  trabalhar é que o podemos fazer para alcançar nossas metas, depois de listarmos e precificarmos todas elas.

Super beijo, e até o próximo post!

 

 

 

0 responses on "Como precificar seu trabalho como modelista freelancer"

Leave a Message

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Professora

Dyeli Fernandes adora inventar moda! É estilista, modelista e especialista em educação. Atua na área de moda há mais de 20 anos e tem como propósito de vida formar profissionais modelistas para o mercado de trabalho.

Dyeli Corrêa Fernandes - Selo de Profissional Fixando

CONTATO

Avenida Sacadura Cabral, 191 - Almada - Portugal. CEP: 2820-128

Fone: +351 934 567 126

E-mail: contato@modele.design

FORMAS DE PAGAMENTO

PagSeguro

Multibanco

Site Seguro

SITE 100% SEGURO

top
Modele EAD. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por:
Abrir chat